Nasceu “O Casamento da Poesia”.

January 17, 2008

<a mce_thref='https://piedealato.files.wordpress.com/2008/01/quadro-0801-casamentodapoesia-sketch-031.jpg' title='Quadro | O Casamento da Poesia - Estudos final'><img mce_tsrc='https://piedealato.files.wordpress.com/2008/01/quadro-0801-casamentodapoesia-sketch-031.jpg' alt='Quadro | O Casamento da Poesia - Estudos final' /></a>

E nasce mais um filhote.
Esse foi difícil, busquei a todo custo ser o mais fiel ao conceito do quadro, isso me custou vários testes e bons cálices de vinho, mas senti que consegui chegar a mesma harmonia cromática que rodava minha cabeça para representá-lo. Consegui levar a figura que representa a Sensibilidade (a Poesia), a ternurna necessária para domar sua parte Instintiva. Tô feliz com o resultado. Além de prestar a devida homenagem ao meu Frater Roberto Scalia que me emprestou um pouco de seu dom e inspiração para batizar a obra. Frater, dedico a parte Poesia desta obra a nossa amizade. Saluti, caro!
Dessa vez, o fato que mais me chamou atenção foi entender o processo de visualizar uma escala de cores na minha cabeça, a forma como ela se formava, ficava ou partia. Certas horas, me deu um certo desconformo na hora de transpor para a tela porque na maioria das vezes, as cores que estão na minha cabeça, me aparecem meio turvas e difíceis de serem escolhidas assim,logo da capo. Há que se ter tempo, há que se ter paciência. A certeza é que uma hora a harmonia entre elas surge, daí o sussego volta e tudo volta a harmonia inicial.
Enfim, brindo a você que chegou, meu filho.Vida linda pela frente, Avanti.

Quadro | O Casamento da Poesia - Detalhes

4 Responses to “Nasceu “O Casamento da Poesia”.”


  1. Que papel é esse? que técnica você usa?
    Às vezes também tenho dificuldade em cores. Você tb tem dificuldade em saber quando parar?

  2. piedealato Says:

    Oi, Fê. É meio complicado essa história de saber quand parar, é engraçado porque uma pincelada a mais, um traço a mais que vc faz, pode ferrar com todo o trabalho. E daí já viu, né? Pra moda, acho q é assim tb que funciona, né? Principalmente quanto à respeito de saber qual é o ponto de equilíbrio do over e do faltando alguma coisa.
    Sobre minha técnica, uso técnica mista, pintura em cera quente prensada e pra mim o mais importante é o acabamento de texturização sobre as linhas do quadro, pra evidenciar um pouco mais a forma e ampliar a percepção sinestésica. No final, só quem ganha é a obra e àqueles que as tiverem nas paredes.

  3. Fernanda Says:

    Querido!
    Muito sucesso para vc!!! Estou amando os trabalhos!

    Beijos da sua fã!
    Fe


  4. Trate de arrumar uma expo em algum lugar hein!
    Serio!!! A Cecile fazia em uns restaurantes bacanas de London… bora armar! Te ajudo no que for preciso!


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: